Você está aqui: Página Inicial > Ferroviário > Contratos e Convênios > Convênios Vigentes > Transnordestina - Trecho Crateús-Piquet > Transnordestina - Trecho Crateús-Piquet

Transnordestina - Trecho Crateús-Piquet

por Abilio Soares publicado 07/04/2016 10h35, última modificação 07/04/2016 10h35

DIT 165/2003

Nº: 493802

Convenente: Ceará/CE

Objeto: Elaboração de Projeto Executivo de Engenharia do Trecho CRATEÚS-PIQUET CARNEIRO  e Desapropriação da Faixa de Domínio dos Segmentos da Ferrovia Transnordestina no estado do Ceará 

Vigência 30 de junho de 2016.

Justificativa:

A rede ferroviária no nordeste apresenta a nível nacional uma clara descontinuidade pela ausência do trecho da Ferrovia Transnordestina, uma vez que os trechos ferroviários com destino aos portos de Salvador na Bahia, Suape em Pernambuco e Pecem no Ceará não possuem ligação entre si, reduzindo as demandas do transporte ferroviário na região.

A implantação da Ferrovia Transnordestina, como parte da Malha Ferroviária do Nordeste, além de se constituir como um elemento catalisador do desenvolvimento regional pelo porte dos investimentos e pela sua função de proporcionar redução de custos na cadeia produtiva inter-regional, é estratégica para a interligação com os sistemas ferroviários centro e norte do país, viabilizando assim, o estabelecimento de um fluxo contínuo de cargas e a operação dos transportes através de Corredores Multimodais.

No que diz respeito a Malha Nordeste concedida, a Ferrovia consiste no projeto de construção de três trechos: Petrolina (PE) – Salgueiro (PE) – Missão Velha (CE) e Piquet Carneiro (CE)-Crateús (CE), com objetivo de propiciar condições para integração e articulação da hidrovia do São Francisco com os Portos de Pecém/CE, Mucuripe/CE, Recife/PE, Suape/PE e Salvador/BA, ao mesmo tempo em que promove a redução dos custos sociais e privados do transporte de insumos e produtos através do barateamento dos custos operacionais e do encurtamento das distâncias entre os diversos mercados atendidos por ela.