Você está aqui: Página Inicial > Notícias > DNIT irá restaurar 459 quilômetros de rodovias no Sudoeste de Goiás

Notícias

DNIT irá restaurar 459 quilômetros de rodovias no Sudoeste de Goiás

INFRAESTRUTURA

Obras de Crema nas rodovias goianas seguem a todo vapor
por publicado: 15/07/2019 15h12 última modificação: 15/07/2019 16h39

Para o motorista que trafega pelas rodovias federais do sudoeste goiano, a diferença nas condições das BR-070/GO e BR-158/GO é visível. Desde o fim do ano passado, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes  (DNIT) deu início às obras do contrato de Crema, que preveem a restauração, bem como a conservação das duas rodovias.

Ao todo, serão restaurados 459 km que integram a BR-070/GO e a BR-158/GO. Em visita às obras, o Superintendente Regional de Goiás e Distrito Federal, Volnei Vieira, declarou que ambos os trechos já passaram por manutenção, mas que em breve as duas rodovias estarão totalmente restauradas garantindo mais conforto e segurança ao usuário. "Atualmente, não há incidência de buracos no trecho", ressaltou ele. 

Na BR-070/GO, até o momento já foram entregues 46 quilômetros de rodovia restaurada, onde foram realizados os serviços de terraplenagem, drenagem, fresagem, pavimentação, alargamento de pista, e sinalização. A obra total contemplará as cidades desde Itapirapuã(GO) até a cidade de Aragarças, que faz divisa com o Mato Grosso. Até o momento já foram investidos R$ 46.672.539,30 milhões na obra. 

Já na BR-158/GO, as obras foram divididas em dois lotes. O primeiro ainda está em etapa de elaboração de projeto e manutenção, enquanto no segundo já começaram os serviços de terraplenagem, onde são feitas as compactações da base e sub-base, que compõe a parte interna da rodovia. Também estão sendo feitas análises laboratoriais do solo que compõe cada camada, garantindo a qualidade da rodovia que será entregue. Ao todo esse segmento tem uma extensão total de 277 quilômetros nos quais já foram investidos R$ 424.691,67. A expectativa é de que obras sejam entregues até 2024.

Ambas as rodovias são muito utilizadas para o escoamento da produção agropecuária do Estado e no caso da BR-070/GO, ela ainda é usada para quem busca o turismo ecológico da região. 

Coordenação de Comunicação Social - DNIT