Você está aqui: Página Inicial > Notícias > DNIT lança novo Sistema de Custos Referenciais de Obras -SICRO

Notícias

DNIT lança novo Sistema de Custos Referenciais de Obras -SICRO

Ferramenta é utilizada por projetistas, construtores, fornecedores, empresários e órgãos governamentais
por publicado: 26/04/2017 15h01 última modificação: 27/04/2017 14h09

A terceira versão do Sistema de Custos Referenciais de Obras (SICRO) foi apresentada para diretores, colaboradores e parceiros do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), nesta quarta-feira (26), em Brasília.

O SICRO é uma ferramenta criada e aperfeiçoada pelo DNIT para manter atualizada a definição de custos, apta para estabelecer os melhores parâmetros para referenciar a elaboração dos orçamentos de projetos rodoviários e licitação de obras.

“Temos multimodalidade (rodoviário, ferroviário e aquaviário) para cuidar e o equilíbrio dela é importante porque traz competitividade para o país. O novo SICRO compreende esses três modelos. Entendemos que ele trará benefícios enormes para o DNIT e para a Administração Pública”, avaliou o diretor-geral do DNIT, Valter Casimiro.

A nova versão do Sicro possui 6.060 composições de preços, nas quais estão incluídas composições dos modais aquaviário e ferroviário : são 893 composições de custos de hidrovias (dragagem e molhes) e 352 de superestrutura ferroviária.

 A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi parceira da Autarquia na elaboração deste novo sistema. “Ele nasce com o DNA da modernidade tecnológica, transparência e economicidade, conceitos fundamentais na contratação pública e na fiscalização pelos órgãos de controle”, explicou o diretor do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE/FGV), Luiz Guilherme Schymura.

Segundo o Coordenador-Geral de Custos de Infraestrutura de Transportes do DNIT, Luiz Heleno Albuquerque Filho, enquanto aperfeiçoamentos tecnológicos marcam a constituição do novo SICRO, a natureza do trabalho de levantamento dos custos não perdeu sua essência nem importância.

Luiz Heleno ressalta a sofisticação presente na nova versão. “Ele possui como uma das principais marcas trazer mais qualidade ao orçamento público e acelerar a elaboração de orçamentos. Só o DNIT tem cerca de R$ 40 bilhões em contratos construídos sobre a base do sistema, e que o know-how e as constantes revisões e atualizações são suficientes para despertar o interesse por sua utilização”. Clique aqui para conhecer as inovações do Sicro.

 Utilizam o SICRO órgãos da Administração Pública como Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; Ministério da Integração Nacional; VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias; Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT); Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO).

26.04.2017

ASCOM/DNIT