Você está aqui: Página Inicial > Notícias > DNIT participa de mutirão de cirurgias oftalmológicas no Amazonas

Notícias

DNIT participa de mutirão de cirurgias oftalmológicas no Amazonas

Institucional

Mais de 450 pessoas que sofriam de catarata e pterígio receberam atendimento graças ao Projeto Amazônico de Oftalmologia Humanitária
por publicado: 30/04/2019 11h14 última modificação: 30/04/2019 11h14

Brasília, 25/04/19 - O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) participou do Projeto Amazônico de Oftalmologia Humanitária, responsável por promover mutirões de cirurgias oftalmológicas no interior do Amazonas. De 13 a 21 de abril, mais de 400 cirurgias de catarata e 60 de pterígio foram realizadas, além da distribuição gratuita de cinco mil óculos de leitura.

Os municípios beneficiados foram Humaitá, Manicoré, Novo Aripuanã, Borba e Nova Olinda, locais onde foram construídos portos pelo DNIT. “Nesses municípios não existem rodovias. Assim, nossos portos têm papel fundamental dentro do projeto. O trabalho do DNIT estava ligado à preparação dos portos. Muitos deles estavam fora de tráfego e precisavam de um suporte nosso para receber os navios”, explica a diretora de Infraestrutura Aquaviária (DAQ) da autarquia, Karoline Quirino Lemos.

O projeto visa diminuir o número de pessoas atingidas por doenças tropicais, como a catarata e o pterígio, comuns na região amazônica por conta dos raios ultravioletas. Quem mais sofre são os trabalhadores de lavoura e do campo.

A ação conta com o apoio da Marinha do Brasil e é fruto de uma parceria entre a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o Instituto Paulista de Estudos e Pesquisas em Oftalmologia (IPEPO), Lupas Leitor, Johnson e Johnson, a Fundação Piedade Cohen (FUNDAPI) e a Sociedade Amigos da Marinha de Manaus (SOAMAR-Manaus).

Estrutura - O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) Soares de Meirelles transportou a equipe de 23 cirurgiões oftalmologistas de São Paulo e Manaus, composta por médicos, enfermeiros, dentistas, farmacêutico e técnicos de enfermagem.

Esses profissionais foram responsáveis pela triagem dos procedimentos médicos, pelas atividades de coletas de preventivo, pelas vacinas, pela entrega de medicamentos, pelos exames laboratoriais e pelas palestras de prevenção à saúde.

O navio é equipado com dois consultórios médicos, dois consultórios odontológicos, sala de vacina, sala de raio-x, centro cirúrgico e laboratório.

Coordenação de Comunicação Social - DNIT