Você está aqui: Página Inicial > Notícias > DNIT/SC instala 60 novas placas entre Içara a Passo de Torres na BR-101

Notícias

DNIT/SC instala 60 novas placas entre Içara a Passo de Torres na BR-101

por publicado: 27/07/2017 14h32 última modificação: 27/07/2017 14h32

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) finaliza, nesta semana, a instalação de 60 novos elementos de sinalização vertical na BR-101 Sul. São novas placas, painéis e marcadores instalados em pistas, acessos e vias laterais entre os municípios de Içara a Passo de Torres, do km 380 ao km 465, na divisa com o estado do RS. A ação prevê o acréscimo ou substituição, quando necessário,  das unidades danificadas e faz parte do cronograma de conservação da rodovia federal.

A autarquia faz periodicamente a manutenção na sinalização vertical. No trecho entre Laguna a Içara foram acrescidas 30 novos elementos no mês de junho. Os elementos são indicativos de regulamentação (Pare, Dê a Preferência) e de indicação (aproximação de lombadas, travessia de pedestres), que foram fixados principalmente em vias lindeiras.

Além dos trabalhos de manutenção rotineiros, o DNIT/SC também atua com o programa BR Legal. O projeto atua no acréscimo e manutenção da sinalização rodoviária e instalação de elementos auxiliares, como as defensas metálicas. O programa vem sendo realizado desde 2012, com 3,9 bilhões de reais em investimentos e atendendo 55 mil quilômetros de estradas federais, nos 26 estados e no Distrito Federal.

Trechos antigos da BR-101 Sul tornam-se pista para tráfego local, em SC e RS

A maioria dos 348 quilômetros do antigo traçado da BR-101, entre Palhoça (SC) a Osório (RS), passou por obras de adequação e hoje abriga o fluxo de veículos no sentido POA-Florianópolis. Esse segmento da plataforma rodoviária recebeu novas camadas asfálticas, expansão na largura das faixas de rolagem e acostamento, bem como nova sinalização vertical e também horizontal. Com as obras de duplicação, três seções de pista antiga foram mantidas, revitalizadas e passam a fazer a ligação entre bairros ou até municípios, em tráfego local de veículos e pedestres.

Duas dessas seções estão localizadas em Santa Catarina. A antiga ponte sobre o Canal de Laranjeiras, em Laguna, foi adequada transformando-se em via lateral e continua fazendo a ligação entre os bairros de Cabeçuda e Bananal, terminando no município de Pescaria Brava. A via tem cerca de três quilômetros de extensão e abriga duplo sentido de circulação, servindo para tráfego local entre as aglomerações urbanas. O segundo trecho está localizado em Araranguá. Com a liberação do contorno rodoviário em março de 2014, o tráfego de longo curso, que antes cruzava o centro da cidade, foi redimensionado para fora do perímetro urbano. Com isso, o traçado original da rodovia federal recebeu nova capa asfáltica, novos retornos em nível e sinalização. Nesse ponto são aproximadamente cinco quilômetros de via para tráfego local.

No trecho gaúcho, entre os municípios de Maquiné e Osório, o túnel construído no km 67,2 reduziu o traçado da BR-101 Sul em 11 quilômetros. Assim como em Laguna, a antiga ligação se transformou em pista de tráfego local, sendo utilizada como rota turística para o litoral rio-grandense. Em todos os trechos de pista antiga, convertidos em vias de tráfego local, o DNIT mantém a conservação de pista, com limpeza de sedimentos, roçadas da vegetação, coleta de lixo de bordos, manutenção do pavimento e sinalização.

O único trecho que ainda mantém o traçado antigo está localizado no Morro dos Cavalos, em Palhoça (SC), em lote concessionado. Mesmo passando por obras de implantação de pistas para melhorias em caráter temporário, a BR-101 nesse ponto mantém as características do período da implantação, feita em meados da década de 1960.

27/07/2017

ASCOM/DNIT/SC