Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Em busca de consumo responsável da água, DNIT realiza reformas na autarquia

Notícias

Em busca de consumo responsável da água, DNIT realiza reformas na autarquia

Média mensal reduziu cerca de 70% no consumo de água do edifício sede
por publicado: 21/03/2018 10h28 última modificação: 21/03/2018 10h32

Em sintonia com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Milênio definidos pelas Nações Unidas (https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/) e com a agenda em discussão no 8º Fórum Mundial da Água, realizado esta semana, em Brasília, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT vem adotando, nos últimos anos, uma série de medidas para garantir um consumo responsável da água. Apenas com a reforma dos banheiros coletivos e privativos no edifício sede da Autarquia, na qual foi instalado o sistema sanitário a vácuo, houve uma redução de cerca de 70% no consumo mensal de água. Outras medidas foram a modernização dos equipamentos de limpeza e a implantação de novo sistema de ar condicionado.

Instalado em um prédio com mais de 30 anos de construção e cerca de quatro mil transeuntes diários, o DNIT iniciou, em 2010, uma grande obra para trocar todo o sistema sanitário. Foi instalada uma central sanitária de vácuo, 334 (trezentos e trinta e quatro) conjuntos de vasos sanitários para esgoto a vácuo e 156 (cento e cinquenta e seis) mictórios a seco.

Só no primeiro ano, houve uma redução no consumo de água de 71,4%. Nos anos seguintes, o consumo médio mensal de água girou em torno de 2.682 m³, enquanto antes da instalação dos sistemas, o consumo médio de água era de 6.577 m³.

Outra mudança realizada foi a troca do sistema de ar condicionado central. A modernização do sistema e a sua automação resultaram em uma melhoria na eficiência e consequente redução do consumo de água no prédio de 10% a 15%, nos anos de 2016 e 2017, devido à eliminação de vazamentos que o antigo equipamento apresentava.

Além disso, o DNIT vem aplicando metodologias que utilizam equipamentos e máquinas mais eficientes para o serviço de limpeza, aumentando a média de produtividade, culminando na redução do consumo de água. Antes do uso de máquinas, o consumo de água com a limpeza das garagens sul e norte girava em torno de 1.500 litros por mês. Com o advento do maquinário, utiliza-se atualmente 400 litros de água para a limpeza dos referidos locais, resultando na diminuição de 74% no consumo.

21/03/2018

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL/DNIT