Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Moradores que serão realocados da BR-116/RS assinam escritura das novas residências

Notícias

Moradores que serão realocados da BR-116/RS assinam escritura das novas residências

por publicado: 27/06/2018 11h49 última modificação: 27/06/2018 11h49

Em continuidade ao processo de reassentamento involuntário realizado pela unidade local do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), mais cinco famílias que residem às margens da BR-116 e da BR-392, em Pelotas, assinaram neste mês a escritura das novas residências. Dos 24 beneficiários, 17 já passaram por esta etapa, sendo que 10 já efetuaram a mudança. A realocação destes moradores é uma ação necessária para duplicação do chamado Contorno de Pelotas e é realizada em conjunto com a Justiça Federal do Rio Grande do Sul (JFRS).

Os moradores próximos à Avenida Cidade de Lisboa, empresa Vega e Avenida Duque de Caxias, receberam o benefício por estarem em uma área irregular e serem considerados de baixa renda. O casal Maurício Ferreira e Florinda Machado mora há 18 anos na Avenida Cidade de Lisboa juntamente com dois netos. “Fomos para lá sabendo que um dia teríamos que sair por causa da estrada, mas morar de aluguel estava muito caro”, disse Florinda. O casal optou por se mudar para o Morro Redondo e diz estar ansioso. “A expectativa é ótima. Até o momento só temos o que agradecer”, disse Maurício.

O DNIT auxilia a realocação das famílias, dando suporte jurídico e social. “O processo está transcorrendo de maneira bastante satisfatória tanto para o DNIT quanto para as partes. Cerca de 70% está resolvido, faltando casos que envolvem questões especiais que não dependem somente da autarquia”, disse o chefe da unidade local do DNIT, engenheiro Vladimir Casa. O formato de reassentamento involuntário no modelo de compra assistida permite que o morador escolha a sua nova moradia dentro do valor estipulado em acordo judicial.

27/06/2018

ASCOM/DNIT