Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Outubro Rosa: DNIT apoia a luta contra o Câncer de Mama

Notícias

Outubro Rosa: DNIT apoia a luta contra o Câncer de Mama

Ações na autarquia buscam conscientizar mulheres sobre a importância da prevenção
por publicado: 04/10/2017 10h14 última modificação: 04/10/2017 10h23

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT iniciou, neste mês, uma série de ações voltadas à conscientização para a prevenção e tratamento do câncer de mama, a doença que atualmente mais provoca a morte de mulheres no Brasil.

Como parte da campanha mundialmente conhecida como Outubro Rosa, a fachada do prédio da sede do DNIT, em Brasília, está toda iluminada na cor símbolo da campanha e as duas entradas do edifício foram decoradas com balões na mesma cor.

E para falar sobre o assunto, a autarquia preparou uma mesa redonda que promoverá conversas entre mulheres que já enfrentaram a doença, contando com a participação da fundadora da ONG Recomeçar - Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília, Joana Jeker dos Anjos, e da Oncologista e Presidente da ABAC-Luz (Associação Brasiliense de Apoio ao Paciente com Câncer), Luci Ishii. O evento acontecerá no próximo dia 10 de outubro, às 09h, no Auditório Térreo do DNIT, em Brasília, e também contará com uma feira de artesanato promovida pela ABAC-Luz.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo entre as mulheres, sendo 22% de novos casos a cada ano. No Brasil, as taxas de mortalidade por esse tipo de câncer continuam elevadas, especialmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Por isso, o autoexame das mamas e a mamografia são essenciais, já que a prevenção e a detecção do câncer nas etapas iniciais aumentam as chances de cura.

Outubro Rosa

O início da campanha aconteceu na última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York.

No Brasil, a primeira iniciativa partiu de um grupo de mulheres, em 2002, e foi marcada pela iluminação rosa do Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 2 de outubro.

Anos depois, diversas cidades passaram a iluminar monumentos e prédios na cor rosa. Aos poucos, todas as capitais foram aderindo ao movimento e o mês de outubro tornou-se símbolo da luta pela prevenção e tratamento do câncer de mama.

03/10/2017

Assessoria de Comunicação Social/DNIT