Fale com o DNIT
 
Você está aqui: Página Inicial Notícias Projeto do DNIT vai mudar a BR-230 em João Pessoa
Ações do documento

Projeto do DNIT vai mudar a BR-230 em João Pessoa

Melhorias devem se estender desde o marco zero, em Cabedelo, até o km 28 no bairro Oitizeiro da capital

Projeto do DNIT vai mudar a BR-230 em João Pessoa

BR-230 foi duplicada em 1995 entre Cabedelo e João Pessoa

Totalmente urbanizado o segmento da BR-230 até parece uma avenida ligando os dois municípios paraibanos. Com o crescimento populacional e o aumento da ocupação imobiliária ao longo da rodovia, o trecho hoje tem tráfego intenso e todos os problemas vividos pelos grandes centros urbanos.
 
Para melhorar a trafegabilidade e aumentar a segurança da rodovia federal o DNIT investe cerca de R$ 2,5 milhões na elaboração de um estudo de viabilidade técnico/econômica. As intervenções em estudo devem mudar completamente a BR-230, no trecho compreendido entre o seu início, em Cabedelo, e o bairro Oitizeiro, em João Pessoa, numa extensão de 28 quilômetros.
 
Avaliados em R$ 260 milhões, os melhoramentos preveem a construção de elevados, viadutos, passarelas, vias laterais e acostamentos, além da instalação de moderna sinalização. O objetivo é devolver à BR-230 a condição de rodovia federal de ligação primordial com o resto do País, agilizando também seu fluxo local.
 
Enquanto planeja a devida adequação da capacidade da rodovia, a Superintendência Regional do DNIT realiza convênios para a execução de melhorias. Entre elas, as autorizações para a construção das passarelas do Centro Administrativo da capital e da Faculdade ASPER, nas quais a Prefeitura Municipal de João Pessoa investiu R$ 1,7 milhão, dentro do Plano de Ações Integradas.
 
O engenheiro Gustavo Adolfo Andrade de Sá, superintendente do DNIT na Paraíba, esclarece que algumas melhorias executadas hoje, como a construção das passarelas, provavelmente serão alteradas com o projeto do DNIT. “Toda melhoria é sempre bem-vinda à rodovia. Mas estamos pensando um pouco além. Tratamos de adequação do trecho ao fluxo local e de longa distância e pensamos não só nas necessidades atuais da BR-230, mas também nas futuras demandas,” comentou.
 
Construído entre 1970 e 1972, duplicado em 1995, o segmento de Cabedelo a João Pessoa é o início da importante via federal, também conhecida como Transamazônica. Ela passa pelos estados do Ceará, Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará até chegar ao Amazonas. Para a região ela é ainda o principal acesso às rodovias que cruzam o país de norte a sul, como a BR-101 e BR-116.
 
29/03/2011
 
Evandro Alvarenga – Assessoria de Imprensa/DNIT
Ações do documento