Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Receita Federal doa cinco drones Phantom 4 para a autarquia

Notícias

Receita Federal doa cinco drones Phantom 4 para a autarquia

TECNOLOGIA

Equipamentos serão utilizados pelo Setor de Geotecnologias Aplicadas do DNIT
por publicado: 31/10/2018 14h49 última modificação: 31/10/2018 14h49

   O avanço tecnológico fomenta um intenso e crescente uso de recursos modernos em diversas áreas e, nos dias atuais, os Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANT’s) vêm ganhando espaço na gestão de infraestruturas de transportes, sendo amplamente utilizados no monitoramento de rodovias, ferrovias e hidrovias. Neste sentido, desde o ano de 2015, o DNIT desenvolve importantes experimentos usando equipamentos de empresas terceirizadas para realização de levantamentos e mapeamentos de dados. Com o intuito de gerar suas próprias informações e efetuar levantamentos rotineiros, a autarquia recebeu da Receita Federal da cidade de Foz do Iguaçu - PR, a doação de cinco drones DJI Phantom 4, sendo três do modelo Advanced e dois PRO.

   Segundo o chefe do Setor de Geotecnologias Aplicadas do DNIT, Raphael Borges, os equipamentos serão utilizados para levantamentos georreferenciados de caracterização topográfica com alta qualidade posicional e resolução. “Essas novas aquisições possibilitarão ao DNIT gerar imagens de até cinco centímetros de resolução e modelos de terreno de até 10 centímetros”, explicou.

   Ainda de acordo com Raphael, os equipamentos estão prontos para serem utilizados e, hoje, o principal foco de aerolevantamentos, são pequenas áreas, como as Obras de Arte Especiais (OAE’s) e entornos, bem como a construção de modelos que serão utilizados em modelagem BIM. O setor pretende, também, proporcionar cursos de capacitação e disseminar o uso dos equipamentos no DNIT Sede e nas suas Superintendências, alimentando, assim, sua base cartográfica.

GNSS

   No mês de setembro deste ano, a Autarquia efetivou a compra de um par de receptores GNSS de dupla frequência, que são utilizados para navegação e determinação das posições (coordenadas e precisões) de objetos sobre a superfície terrestre. As precisões das coordenadas obtidas dependem, dentre outros fatores, do método de posicionamento e da qualidade dos equipamentos utilizados durante a coleta de dados em campo.

   A aquisição do receptor, em conjunto com os drones, agregará melhorias na validação dos produtos oriundos dos contratos de caracterização topográfica, bem como na produção de dados do setor, uma vez que os equipamentos serão essenciais ao georreferenciamento dos produtos (modelos digitais de terreno e ortoimagens de alta resolução espacial) obtidos a partir dos aerolevantamentos realizados através dos VANT’s.

31/10/2018

ASCOM/DNIT